fbpx
A importância do descarte correto de equipamentos eletrônicos

A cada minuto temos no mercado lançamento dos mais diversos tipos de ferramentas tecnológicas, sejam computadores, celulares, tablets, fones, microfones, câmeras fotográficas, entre outras infinidades de eletroeletrônicos. Juntamente a esses equipamentos, temos disponível os seus carregadores, cabos etc.

É claro que a medida dos nossos desejos e necessidades, sempre desejamos esses lançamentos, seja pela necessidade ou até mesmo por aquela vontade incontrolável de termos recursos de última geração ao nosso dispor.

Mas, você já parou para pensar na infinidade de lixo eletrônico ou e-lixo, que são produzidos anualmente no mundo? E ainda mais importante: como o descarte inadequado desse lixo pode causar um verdadeiro desastre ambiental?

Biólogos e engenheiros apontam que equipamentos que tem em sua composição vidros, metais e plástico, por exemplo, podem demorar em média 10 anos para decomposição. Além disso, baterias, pilhas e eletrodomésticos têm em sua composição, substâncias químicas altamente danosas, como chumbo, mercúrio, berílio, cádmio, entre outros. Pois é! Para você ter ideia um televisor ou monitor colorido pode conter até três quilos e meio de chumbo. Muito preocupante e assustador!

Estudos divulgados pelo Portal da Educação Ambiental revelam que 97% de resíduos eletrônicos são descartados no lixo comum. Com isso é muito comum encontrar todo tipo de equipamentos nos caminhões de lixo e principalmente nos aterros sanitários. De acordo com a ONU (Organização das Nações Unidas), mais de 44 milhões de toneladas de lixo eletrônico são geradas a cada ano, em todo o planeta.

Mas é possível melhorar esse cenário com hábitos simples, porém muito importantes, como o descarte adequado. No Brasil já existem políticas de descarte correto dos lixos eletrônicos, como exemplo, a Lei 12.305/2010 que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Em supermercados, lojas de telefonia e também lojas especializadas já existem coleta especializada para lixos eletrônicos, e além disso, projetos como “Green Eletron” oferecem pontos de entrega gratuitamente. Para saber os locais, basta acessar https://www.greeneletron.org.br/localizador.

 Se cada um fizer a sua parte, com certeza teremos um mundo melhor e mais limpo!

Profª. Lusana Veríssimo
Gerente de Tecnologia Educacional

 

 

 

 

INSTITUCIONAL

FAQ
Instituto Nikola Tesla